LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PRAGMÁTICOS


Muito já se escreveu sobre Liderança e muitas são as opiniões sobre quais são as características de um bom líder. Alguns afirmam que capacidade de liderança é uma qualidade natural. Outros entendem que a liderança é uma habilidade que pode ser desenvolvida. Outros entendem que ela depende principalmente de habilidades de relacionamento. Não é difícil ficar confuso ou em dúvida sobre o que é liderança ou quais são as características de um bom líder. Após estudar e aplicar muitas das recomendações cheguei à conclusão de que para ser um bom líder é preciso ter duas coisas:

  1. Saber definir objetivos claros;

  2. Saber lidar com as pessoas;

Definir Objetivos Claros

Os grandes líderes, aqueles que mudaram a historia de seus países ou organizações, tinham uma característica em comum, sabiam exatamente onde queriam chegar e tinham convicção a respeito de seus objetivos. A certeza sobre seus objetivos proporcionava a eles a convicção para agir, e fazer o que era preciso, pois acreditavam que os objetivos eram justos, e que valia a pena o sacrifício para alcançá-los. Sem estas convicções o líder não consegue comunicar claramente seus objetivos e convencer as pessoas a fazerem o que é preciso. Quando as pessoas conhecem os objetivos e entendem a razão, fica mais fácil para elas aceitarem a liderança, aderirem aos projetos e trabalharem em equipe.

Saber Lidar com pessoas

O segundo aspecto fundamental para ser um bom líder é saber lidar com pessoas. Pessoas são únicas e reagem a cada situação de maneira própria. Ouvir, conhecer e entender as pessoas ou liderados é o ponto chave.

Liderar é a capacidade de influenciar e organizar pessoas com foco em objetivos claramente definidos.

Para liderar bem é preciso ter inteligência emocional e social. As pessoas que tem inteligência social sabem se comunicar e expressar suas ideias de maneira clara e objetiva. Elas são facilmente entendidas. Elas sabem ouvir e entender as motivações e razões das pessoas. Elas têm paciência são resilientes e persistente, mas sabem negociar e ceder quando é necessário. Respeitam as pessoas e procuram ajudá-las a atingirem seus objetivos pessoais. As características de um bom líder organizacional são muitas, mas não é preciso ser “Super Homem” para liderar bem.

Nos meus vinte anos de consultoria sempre escutei empresários e gestores reclamarem que não conseguem bons funcionários. Conseguir bons funcionários depende de definir claramente os objetivos estratégicos e específicos de cada área da empresa e o perfil do profissional que irá comandá-la. Ao definir os objetivos ou necessidade de cada área, fica mais fácil definir o perfil do funcionário.

Se o time não faz gol, não faz sentido contratar um goleiro.

Se a empresa não está vendendo é preciso treinar ou contratar vendedores com conhecimento do produto, mercado, clientes e comportamento compatível com as estratégias de venda. Se a estratégia é aumentar as vendas aumentado o número de visitas aos clientes, então o vendedor tem que gostar de visitar os clientes e ter disponibilidade para viajar. Pessoas com o perfil adequado tem maior facilidade para alcançar os objetivos e facilitam muito o trabalho de um líder.

Os líderes falham porque não definiram claramente os objetivos da organização e não sabem lidar com pessoas. A partir da definição dos objetivos é possível definir estratégias e contratar ou treinar pessoas que tenham o perfil adequado. As pessoas devem ser contratadas para fortalecer os pontos fracos, aproveitar as oportunidades, reduzir os riscos e aproveitar os pontos fortes.

Definir os objetivos e estratégias permite ao líder escolher as pessoas com o perfil adequado.

Como definir objetivos e liderar

Para definir os objetivos ou resultados a serem alcançados a empresa deve elaborar um planejamento estratégico. O planejamento estratégico busca identificar os pontos fracos, fortes, riscos e oportunidades de uma organização. Com base neste diagnóstico serão definidos os objetivos estratégicos. Com os objetivos definidos será possível avaliar se a empresa tem funcionários com as competências, experiências e comportamentos necessários para atingir os objetivos ou resultados necessários. Se a empresa não tem os funcionários adequados, eles precisarão ser treinados ou contratados. Será preciso também motivar os funcionários.

Para ter e manter colaboradores motivados e alinhados com os objetivos da empresa será preciso alinhar os objetivos pessoais do colaborador com os da empresa.

A maioria dos liderados aceita a liderança porque vê nela a oportunidade de alcançar também seus objetivos pessoais e profissionais. A liderança é mais efetiva quando há o casamento de interesses entre o líder e o liderado. Para que isto aconteça será preciso conhecer os objetivos, grau de ambição e disposição do colaborador. Não é uma tarefa simples, mas o líder deve entender que a liderança não depende exclusivamente de suas habilidades, mas também do colaborador e de uma política de Recursos Humanos que defina as diretrizes para: atrair, contratar, treinar, avaliar, desenvolver, remunerar, reconhecer, premiar e demitir. Todos estes fatores são importantes para que os colaboradores se mantenham motivados e se disponham a trabalhar em prol de um objetivo comum ou sob a influência de um líder.

Se você não é um líder nato, não tem o carisma, capacidade de comunicação e outras características de um bom líder, procure desenvolver estas habilidades. Elas são importantes, mas não fundamentais. Enquanto estas habilidades não são desenvolvidas adote um estilo de liderança pragmático. Tenha respeito por seus liderados. Respeito no sentido mais amplo. Seja: educado, cordial, bom ouvinte e coloque-se no lugar do outro, antes de pedir sacrifícios aos seus colaboradores, ajude-os a desenvolver as competências que ele e a empresa precisam. Mas antes de tudo defina os objetivos e metas claras e mensuráveis. Desenvolva um Planejamento Estratégico, defina a Política de Recursos Humanos, divulgue seus objetivos através de uma declaração de Missão, Visão e Valores, Defina e desdobre os objetivos e metas para as várias áreas, departamentos e pessoas. Defina estratégias, indicadores de desempenho e gerencie com base em resultados mensuráveis, buscando sempre melhorá-los.

Avalie seus colaboradores de forma objetiva com base nas entregas, resultados alcançados. Mas pondere, com que recursos foram entregues os resultados, ou que dificuldades e obstáculos foram enfrentados.

Uma liderança eficaz e pragmática depende de objetividade, conhecimento, método e respeito às pessoas. Liderar bem depende muito mais de bons métodos de gestão do que de super habilidades ou poderes relacionados ao cargo.

#Liderança #GestãodePessoas #GestãodeNegócios

Posts Em Destaque